Se você está frequentemente estressado em sua sala de estar ou tem dificuldade em adormecer em seu quarto, saiba que você não está só e o problema pode ser resolvido com facilidade, com algumas demãos de tinta. Veja como a psicologia das cores pode deixar a casa mais alegre.

Como a psicologia das cores pode deixar a casa mais alegreFonte: Arquitetude.

As cores podem afetar (e muito) nosso estado emocional e a forma como nos comportamos. E, embora não haja regras definidas para qual cor deve ser usada em qual cômodo, aquela que você escolher deve corresponder a atmosfera que você deseja definir no espaço.

A cozinha é seu espaço para cozinhar e meditar ou um local de entretenimento para a família? É melhor usar tons pastel e suaves ou uma cor brilhante com mais vida? Uma vez que você sabe o clima que deseja imprimir no espaço e como cada cor pode influenciar o comportamento, fica muito mais fácil escolher uma para decorar perfeitamente cada cômodo.

Veja como cada espaço da casa tem uma escolha mais acertada de cores:

Entrada: a entrada da casa deve mostrar aos visitantes um pouco da sua personalidade e do que esperar para o resto da decoração. Core inusitadas e brilhantes, como laranja e vermelho, ou mesmo estampas podem surpreender e divertir seus convidados. Já tons neutros e claros, como cinzas e brancos, podem ajudar a passar um sentimento mais calmo e antecipar que sua decoração é um pouco mais tradicional.

Quartos: os quartos são locais de relaxamento e para dormir. Por isso, não é muito comum vermos cores vibrantes na decoração desses cômodos. Tons claros e neutros podem ajudar a proporcionar uma atmosfera mais elegante e relaxante, enquanto tons pastel puxados para rosa e vermelho são mais românticos. Quem quer escurecer um pouco o cômodo pode usar cinza escuro ou azul marinho.

Como usar a psicologia das cores na decoraçãoFonte: Arquitetude.

Sala de estar: na sala de estar, tudo vai depender do tipo de decoração que você está criando. Decorações mais elegantes e clássicas pedem tons mais neutros, como branco, cinza, marrom e até diferentes tonalidades de azul. Já para a criação de algo mais irreverente e bem humorado, tons de rosa, amarelo ou laranja são ótimas opções.

Cozinha: o cômodo que é o coração da casa merece uma bela decoração e cores que combinem com o estilo escolhido para o espaço. Um vermelho vibrante é super moderno, energiza a cozinha e desperta o apetite, enquanto quem busca por mais tranquilidade e um visual mais tradicional pode investir em tons claros de azul ou verde hortelã.

Sala de jantar: outro local que deve sempre estar pronto para receber as pessoas é a sala de jantar. Se você tem uma decoração que é mais moderna e inusitada, um amarelo ensolarado pode deixar o espaço perfeito. Já se o que você busca é elegância, variações de rosa e roxo podem ser as melhores opções para este cômodo.

Banheiro: este é outro espaço em que vamos para buscar relaxamento e conforto e, por isso, cores que lembrem um spa são sempre bem vindas. Branco, cinza com toques de marrom e verde podem ajudar a chegar neste visual de spa tão querido. Tons quentes também podem ser boas opções, pois ajudam a tornar o espaço mais aconchegante.

Psicologia das cores na decoraçãoFonte: Arquitetude.

Home office: escritórios são espaços de muito trabalho e concentração. Se o que você procura é se sentir inspirado, uma parede verde pode ajudar, pois esta é uma cor que pode estimular a criatividade. Já se você deseja se sentir mais energizado e alegre, escolha tons de amarelo para o seu espaço de trabalho. Vale ressaltar que espaços de trabalho brancos e limpos ajudam a reduzir distrações.

Deixe seu Comentário

Comentários