Muita gente tem dúvidas se deve reformar a casa antes ou depois de se mudar. Ambas as opções oferecem vantagens e desvantagens que devem ser ponderadas pelo dono do imóvel para que ele e sua família não passem muitos apertos.

Projeto de arquitetura para reformaFonte: BMIET.

A principal vantagem em se mudar para casa antes de reformá-la é poder estar sempre junto da obra, vendo o que está acontecendo e cobrando os profissionais que estão atuando no projeto. Às vezes, a ausência do dono do imóvel faz com que os trabalhadores não apareçam, o que fará com que a entrega da obra atrase.

Além disso, caso algum material importante acabe, ele logo pode ser providenciado pelo dono do imóvel se este estiver presente. Uma obra paralisada por falta de material gera prejuízos, pois geralmente a equipe recebe por diária. Se você não estiver morando na casa que está em obra, deve tentar se organizar para passar nela todos os dias e providenciar os materiais sempre com antecedência.

Estar constantemente junto a obra também permite que o dono do imóvel realize alguns projetos, o que pode ajudar a economizar dinheiro. Fazer pequenas demolições, pintar as paredes ou ajudar a equipe com trabalhos que não necessitam de muitos conhecimentos específicos contribuem com o andamento da obra e com o seu bolso, além de oferecer a oportunidade de aprender coisas novas.

Obter alguns conhecimentos com os profissionais que estão atuando na obra pode ser ótimo para quem gosta de realizar pequenos reparos em casa. Assim é possível pegar dicas e conhecer alguns segredos dos profissionais para que mesmo os seus reparos “caseiros” fiquem mais bem acabados, como se tivessem sido feitos por um profissional da área.

Reformar a casaFonte: Danielle Chevallier.

Reformar e morar em uma casa pode significar ter que improvisar um local para comer, dormir e desenvolver outras atividades durante alguns períodos. Ficar sem um quarto, um banheiro ou a cozinha por alguns dias pode ser sinônimo de alguns transtornos ou de muita diversão, dependendo da visão do proprietário da casa.

Apesar de todas essas vantagens, viver em um canteiro de obra pode ser bem cansativo e potencialmente problemático para quem tem alergias, tanto respiratórias quanto de contato. Quebrar paredes, arrancar e cortar pisos, dentre várias outras atividades que acontecem em uma obra, geram muito entulho e sujeira, o que fatalmente pode ser prejudicial a saúde.

Morar em uma obra também significa que pode haver necessidade de limpar a casa praticamente todos os dias, principal se a obra for grande. É muito difícil impedir que a sujeira gerada pela obra não se espalhe pela casa, principalmente se vários cômodos estiverem sendo reformados, exigindo que os trabalhadores circulem pelos diferentes ambientes.

Além disso, o barulho de uma obra pode ser extremamente irritante dependendo dos trabalhos que serão executados. Quebrar paredes e cortar pisos, por exemplo, deram muito mais barulho do que assentar tijolos ou realizar o trabalho de pintura da casa. No entanto, em uma obra grande, com vários processos ocorrendo ao mesmo tempo, gerar barulho é inevitável.

Reformar a casa antes ou depois de se mudarFonte: Textura Corp.

Trocar o piso dos cômodos ou instalar tetos de gesso são trabalho que exigem que todo o mobiliário de um cômodo seja removido para não acabar danificado e necessitando de substituição. Portanto, é melhor realizar esse tipo de trabalho antes de se mudar para a casa ou ao menos antes de mobiliar o cômodo para evitar ficar movendo os móveis, o que também pode danificá-lo.

Agora que você já viu algumas vantagens e desvantagens de morar em um imóvel que está passando por modificações, o que você acha? É melhor reformar a casa antes ou depois de se mudar?

Deixe seu Comentário

Comentários