Quando escolhemos cores para pintar os diferentes cômodos da casa, queremos que elas sejam perfeitas e transformem o espaço. Além disso, cada cor influencia nosso humor e comportamento de uma forma e, por isso, é importante saber mais sobre as tonalidades pretendidas antes de sair aplicando-as nas paredes. Saiba mais sobre a psicologia das cores, o estudo das cores nos seres humanos.

Conheça o significado de cada corFonte: Houzz – Cantoni.

Ninguém quer olhar para uma parede e pensar que a cor acabou deixando o espaço com cara de hospital ou escola. Por outro lado, todos queremos escolher cores das quais gostamos e que transmitam bons sentimentos para quem circula pela casa. Por isso, um pequeno conhecimento sobre a psicologia das cores pode ser fundamental ao escolher cores para casa.

Conheças algumas das principais cores e seus significados para fazer as melhores escolhas na hora de decorar a casa:

Vermelho: muita gente não sabe que o vermelho aumenta o apetite, por isso que tantos restaurantes têm paredes vermelhas. Esta também é uma cor relacionada ao romance, a paixão e ao erotismo, pois simboliza o fogo e a vitalidade. Porém, vermelho também é a cor da ira e da raiva, e suas tonalidades escuras, quando combinadas com preto, pode insinuar raiva e desconfiança.

Laranja: como é considerado mais amigável e acolhedor e menos quente do que o vermelho, muita gente acaba optando pelo uso do laranja. Essa é a cor da energia, do entusiasmo, da criatividade e da juventude. Mas também pode estar associada ao orgulho e a ambição. Por isso, é necessário ser um pouco cuidadoso ao usar laranja na decoração.

Saiba mais sobre a psicologia das coresFonte: Houzz – Rafe Churchill.

Amarelo: suas diferentes tonalidades são mais indicadas para corredores escuros ou salas pequenas devido a seu brilho natural. Afinal, esta é a cor do sol, do verão e da divindade em várias culturas. O amarelo transmite alegria e felicidade, estimula a concentração ajudando a eliminar o cansaço e também costuma ser usada para representar riqueza, pois lembra o dourado do ouro.

Verde: é cor do relaxamento, da natureza, da esperança e da fertilidade. Por ter efeitos sedativos, o verde é muito utilizado em hospitais e pode ser uma boa opção para ser usada no quarto de quem tem insônia, demora para conseguir dormir ou tem crises de enxaqueca pois age diminuindo a pressão arterial e reduzindo a fadiga física e mental.

Azul: calmo e tranquilo, o azul é excelente para quartos mas péssimo para cozinhas, pois tende a funcionar suprimindo o apetite. O azul transmite bondade, serenidade e liga-se aos sentimentos mais profundos. Além disso, ele pode ser usado para o tratamento de depressão, pois tende a espantar as energias negativas.

Violeta: esta tende a ser uma cor pouco apreciada por adultos, mas adorada por crianças. Por isso, pode ser uma bor opção utilizá-la em ambientes para os pequenos. O violeta também está relacionado a criatividade, a intuição e a redução da ansiedade e do medo, mas quando utilizado excessivamente tende a causar melancolia. Violeta também é a cor da nobreza.

Saiba mais sobre a psicologia das coresFonte: Houzz – Schappacher White Architecture.

Preto: é a cor da tristeza e do luto no ocidente. Também pode ser associada a masculinidade, ao mistério, a magia e ao poder. Porém, o preto também é uma cor muito utilizada na moda para demonstrar estilo e elegância. O ideal é não utilizar muito esta tonalidade na decoração para que o ambiente não pareça obscuro.

Branco: é a cor da pureza e da paz e, por isso, muito associada a casamentos e ao Ano Novo. O branco também é uma cor que transmite fé e se associa a limpeza e higiene. Na decoração, porém, um espaço muito branco pode ser tido como algo estéril e sem graça.

Deixe seu Comentário

Comentários